Mensagem das autoras

Bem vindos ao blogue.
Esperamos que encontrem por cá ajuda para os vossos problemas ou para resolver as vossas curiosidades.
Caso não encontrem respostas às vossas dúvidas, não hesitem em escrevê-la num comentário, na Cbox ou num e-mail.
Apesar de termos alguns conhecimentos de saúde, não somos veterinárias e não sabemos diagnosticar os vossos coelhos, assim como não compactuamos com negligência. Casos de doença são para os veterinários.
Não pretendemos afirmar-nos como autoridades, mas sim facultar um local onde se possa aprender um pouco mais.

sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

A coelhinha Bu


Cá estou eu para contar a história de como a Bu veio cá para casa.
Quando mudei de casa o meu namorado quis comprar um aquário, então fomos à loja de animais aqui perto. Mal entrei e vi logo a Bu. Enquanto o meu namorado escolhia o aquário eu namorava a coelha. Voltámos para casa e foi quando eu descobri o blogue OCA, pois fiz várias pesquisas sobre coelhos, quais os cuidados, a alimentação, higiene, etc. Chegámos a ir várias vezes à loja para abastecer o aquário até que acabei por perguntar pela coelha, que na altura era "o coelho". O meu namorado torceu o nariz mas disse que eu podia comprar desde que fosse eu a cuidar dela. O que ele me foi dizer! Nesse mesmo instante já estava a pegar na gaiola, na ração, litter... e na Buzinha. O que é certo é que era para ser O BU (demos-lhes o nome de Bu, pois assustava-se a ela própria e nós também) mas logo descobrimos que era uma menina. Três noites depois de vir cá para casa ela começou a arrancar o pêlo para fazer o ninho e eu chorava, pois não sabia o que se estava a passar. Nessa noite só dormi 2 horas e quando acordei fui dar com 4 crias todas limpinhas e encolhidas num canto da gaiola. Ficámos surpreendidos pois era para ser um coelho e afinal para além de ser uma coelha já vinha com 4 bebézinhos mas ao mesmo tempo ficámos aliviados pois ela estava bem e não era nada de grave. Não passou de um susto e podia ter corrido mal mas nunca mais pensei nisso pois ela agora está aqui comigo, felicíssima da vida e de muito boa saúde. Adoro-a mesmo muito e não me arrependo de a ter trazido cá para casa.

- Fernanda Kezerle

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escreva aqui as suas dúvidas, comentários, opiniões e temas que quer ver tratados. A sua opinião conta.

LinkWithin