Mensagem das autoras

Bem vindos ao blogue.
Esperamos que encontrem por cá ajuda para os vossos problemas ou para resolver as vossas curiosidades.
Caso não encontrem respostas às vossas dúvidas, não hesitem em escrevê-la num comentário, na Cbox ou num e-mail.
Apesar de termos alguns conhecimentos de saúde, não somos veterinárias e não sabemos diagnosticar os vossos coelhos, assim como não compactuamos com negligência. Casos de doença são para os veterinários.
Não pretendemos afirmar-nos como autoridades, mas sim facultar um local onde se possa aprender um pouco mais.

terça-feira, 16 de dezembro de 2008

Desmistificando

Muitos são os mitos envolvidos na criação de coelhos. Passo a citar alguns, demonstrando o porquê de não serem verdadeiros.

O comportamento do coelho molda-se de acordo com o que é ensinado -
o coelho tem personalidade própria, e embora o ensino seja uma parte fundamental do desenvolvimento do seu comportamento, não é a única.

O tamanho do coelho depende da alimentação - a menos que pretenda ter um coelho subnutrido, obeso ou a tomar factores de crescimento, a alimentação não vai influenciar o seu tamanho. O tamanho é genético, (pense assim, se a sua mãe só lhe tivesse dado comida da Nestlé será que você ficava com um metro de altura? Não faz sentido? Então porque faria sentido num coelho?)

Angorá e bélier são raças de coelho anão - podem ser raças pequenas dentro da variedade enorme de coelhos que existem (alguns chegam a pesar 8kg ou mais), mas não se enquadram nos estalões de coelho anão.



Fruta de conserva é igual à de lata - a fruta de conserva tem muito mais açúcar, pelo que não deve ser dada.

Castrar os coelhos provoca obesidade - o que provoca é um ligeiro sedentarismo devido ao facto de os coelhos acalmarem, mas se fizer exercício correcto não haverá nenhum problema.

O coelho pode comer apenas ração porque é muito completa - a ração é muito completa, sim, mas é altamente calórica e não possui todos os nutrientes nas quantidades desejadas. A dieta certa é alcançada conjugando feno, ração, alfafa, pedra de cálcio, pedra de sais e, se necessário, suplementos vitamínicos.


Pode-se dar banho aos coelhos - os coelhos, além de serem muito sensíveis a mudanças de temperatura, têm um pêlo muito difícil de secar e são propensos a desenvolver fungos. Por isso, se o seu coelho estiver sujo, opte por usar toalhitas para o limpar. Se for mesmo necessário dar banho, use água tépida e seque imediatamente o seu coelho com secador, tendo o cuidado de não o queimar.

Não é preciso escovar os coelhos de pêlo curto - claro que os de pêlo comprido necessitam de mais cuidados, mas os de pêlo curto necessitam de escovagem para retirar o pêlo solto, para que não se formem bolas de pêlo no estômago.

Pode-se dar qualquer desparasitante, incluindo o Frontline - o Frontline está especialmente contra-indicado para coelhos devido a um excipiente que faz parte da sua composição e pode ser mortal para coelhos. Isto foi dito por uma representante dos laboratórios que fabricam o produto, por isso a informação é de confiança. Alguns veterinários não sabem disto, por isso tenha cuidado quando ele for desparasitar o seu coelho. Opte por Advantage 40 ou Stronghold.


Cruzar coelhos aleatoriamente dá novas raças - as novas raças surgem de cruzamentos estudados e de pessoas que sabem o que estão a fazer, e não de cruzamentos aleatórios na base do "vamos ver o que dá".

Posso cruzar coelhos sem preocupações - existem muitos riscos, especialmente para a coelha. Desde láparos presos no canal vaginal, a hemorragias internas, a láparos mortos, a reduzir o tempo de vida da coelha e propiciar cancros...

Podem-se juntar macho e fêmea à vontade enquanto são pequenos, mesmo com quatro meses - com quatro meses, tanto o coelho como a coelha são capazes de se reproduzir, embora não devam a todo o custo. Uma gravidez nesta altura iria certamente levar a coelha à morte.

Juntar duas fêmeas não dá problemas territoriais - dá, a menos que sejam esterilizadas ou ainda nenhuma tenha chegado à adolescência. Assim que uma delas chegar, o mais certo é começarem as brigas, às vezes até à morte.

Pode-se usar areia como litter durante muito tempo - a areia, devido ao pó que tem, causa muitas vezes problemas respiratórios graves, por isso só deve usar em caso de emergência e durante pouco tempo.

Se juntar o meu coelho com uma coelha uma vez resolve os problemas de comportamento - pode resolver durante um curto espaço de tempo por retirar a tensão sexual, mas ela vai voltar e tudo regressa ao mesmo. Pode tentar arranjar-lhe um peluche ou a solução definitiva: castrar.

Quando os coelhos nos lambem é porque gostam muito de nós - normalmente nem é por isso, é porque estão com carência de sais e a nossa pele é uma fonte deles. Arranje-lhe uma pedra de sais.

Se a coelha faz ninho só pode estar grávida - existe um fenómeno chamado gravide psicológica que pode desencadear todos os comportamentos associados a uma gravidez. Não significa isto que a coelha queria ficar grávida, significa apenas que houve uma confusão hormonal no seu corpo que desencadeou esse processo.


Coelhas têm período de cio - a ovulação nas coelhas é induzida pela cópula, não é como os cães ou gatos que têm o cio numa determinada altura do ano ou de X e X tempo.

A coelha só tem gravidez psicológica quando está um coelho presente - qualquer macho pode desencadear uma gravidez psicológica.

Se o meu coelho estiver em casa não apanha pulgas nem doenças como mixomatose - as pulgas podem viajar em si até sua casa, ou simplesmente entrarem para sua casa. Há animais na rua que podem ter pulgas e isso é o que basta para o seu coelho apanhar. Quanto a mixomatose, é transmitida por mosquitos, e eles também entram dentro de casa com a maior das facilidades.


O coelho pode comer de tudo um pouco: alface, batata, espinafres, leguminosas secas, chocolates, cereais com açúcar, pão com manteiga... - nenhum destes produtos deve ser dado. A batata é tóxica para coelhos, a alface pode provocar diarreias... Não dê qualquer um destes alimentos ao seu coelho.

"Albino" é raça - albino é um padrão de características propiciadas por um gene, que podem ocorrer em qualquer raça desde que o gene esteja presente. Relaciona-se com a cor e não com a raça.

17 comentários:

  1. Com que idade é que se pode castrar / esterilizar ?

    um bjinho. mar

    ResponderExcluir
  2. Também há um post só sobre esse assunto, é já deste ano. É melhor leres tudo, aproveitas para te informares melhor.

    ResponderExcluir
  3. ok , vou procurar !

    não posso deixar de dizer que adoro a fotografia do coelho a ser escovado (a 2ª) lool

    ResponderExcluir
  4. são necessarios cuidados especiais com os albinos, por exemplo com a claridade??

    ResponderExcluir
  5. Das informações que tenho, não. Mas a verdade é que podem apresentar maior sensibilidade à luz e, no caso dos gatos, são muito mais susceptíveis a um tipo de cancro de pele. Não tenho informações de que se aplique aos coelhos, no entanto nunca é demais prevenir.

    ResponderExcluir
  6. eu tenho um coelho que come batatas inglesas desde pequeno e nuna sentiu nada.

    ResponderExcluir
  7. O risco é seu. Cada um dá o que quer ao coelho, mas se calhar uns lamentam-se mais do que os outros ao fim de algum tempo.
    O que é indicado em todo o lado é que a batata é tóxica, agora se quer continuar a dar é opção sua.

    ResponderExcluir
  8. Tenho um coelho anão.
    Como ensiná-lo a fazer as necessidades em sítio certo?
    Até que ponto é interactivo com as pessoas, respondendo a vozes?

    ResponderExcluir
  9. Em relação à primeira pergunta, está respondida do lado direito na secção "Coelhos para principiantes".

    Há coelhos que respondem pelo nome, se era essa a pergunta.

    ResponderExcluir
  10. Parte dos irmaos do meu coelho eram albinos. Isto pode evidenciar algum problema para o meu bichinho ? ou e uma questao genetica nao grave, apenas evidenciada no fenótipo, neste caso, nos olhos?
    bj

    ResponderExcluir
  11. sara, o albinismo não é doença, felizmente. Apenas se traduz na ausência de pigmentação, o que leva a que estes coelhos (e todos os animais albinos) tenham olhos vermelhos e pele/pêlo branco.

    Assim sendo, se alguns dos irmãos dele eram albinos apenas significa que ele tem grandes possibilidades de ter um alelo correspondente ao albinismo. Assim sendo, a única coisa que significa é que caso acasale com outra coelha poderão ter filhos albinos.

    ResponderExcluir
  12. Obrigada ; ) esclarecida.

    ResponderExcluir
  13. oie eu queria saber...
    olha só...
    eu tenho uma coelha e minha visinha tem um coelho ai esses dias colocamos os dois juntos pra ela pegar cria mas quem "pegou " ele foi minha coelha... ela q subiu pra cima dele e fez o trabalho!
    é assim q dois coelhos transam?
    ela q faz o trabalho?
    sempre axei q fosse o macho q fazia!
    é normal ela cobri ele?

    ResponderExcluir
  14. Ela não o cobriu, isso foi a forma de demonstrar a hierarquia

    ResponderExcluir
  15. Tem poblemas se eu juntar a coelha com coelho e pegar o filhote para procriar com outra femea sendo que essa femea tenha procriado com o macho pai do filhote?

    ResponderExcluir
  16. Rayana, desde que a fêmea não seja da família do coelho.. Tudo bem. Não podem ser do mesmo sangue.

    ResponderExcluir
  17. nicole, tive de excluir o seu comentário por conter nomes de medicamentos. Indo estas informações parar a mãos erradas, caímos no risco da auto-medicação e não é política do blogue que os leitores pratiquem auto-medicação. Assim sendo, envie-me um e-mail para ocoelhoanao@gmail.com a fim de esclarecer as suas dúvidas particularmente.

    ResponderExcluir

Escreva aqui as suas dúvidas, comentários, opiniões e temas que quer ver tratados. A sua opinião conta.

LinkWithin