Mensagem das autoras

Bem vindos ao blogue.
Esperamos que encontrem por cá ajuda para os vossos problemas ou para resolver as vossas curiosidades.
Caso não encontrem respostas às vossas dúvidas, não hesitem em escrevê-la num comentário, na Cbox ou num e-mail.
Apesar de termos alguns conhecimentos de saúde, não somos veterinárias e não sabemos diagnosticar os vossos coelhos, assim como não compactuamos com negligência. Casos de doença são para os veterinários.
Não pretendemos afirmar-nos como autoridades, mas sim facultar um local onde se possa aprender um pouco mais.

quarta-feira, 26 de novembro de 2008

Gravidez psicológica na coelha

O que é a gravidez psicológica

A gravidez psicológica caracteriza-se por um conjunto de sintomas semelhantes ao da gravidez, sem contudo haver concepção e desenvolvimento do embrião. Inclui-se o desenvolvimento mamário e produção de leite, aumento do tamanho da barriga, ganho de peso, alterações de comportamento, etc. A coelha pode começar a construir o ninho com pêlo que tira do corpo, ficar mais agressiva ou mais mansa do que o normal, ficar com a barriga inchada...


O que acontece em situações normais

Como se sabe, a ovulação numa coelha é despoletada por acontecimentos, como por exemplo a presença de um coelho macho (ou outro animal qualquer do sexo masculino). Quando isso acontece, no local do ovário de onde saiu cada um dos óvulos forma-se um corpo que vai ser responsável por produção de hormonas (corpo lúteo). Caso haja fecundação (encontro do óvulo com o espermatozóide) esse corpo lúteo vai continuar a produzir hormonas durante a gravidez. Caso não haja fecundação ele vai regredir ("desaparecer") e deixa de produzir hormonas.

O que acontece numa gravidez psicológica

Numa gravidez psicológica, apesar de não haver fecundação, o corpo lúteo não desaparece. Assim ele vai continuar a produzir hormonas, enganando o corpo que vai reagir como se estivéssemos na presença de uma gravidez normal. Assim vão aparecer os sintomas da gravidez sem ela, de facto, existir.
O que leva a que o corpo lúteo não desapareça ainda está em estudo, mas parece estar relacionado com um complexo situado perto da nuca, chamado complexo hipotálamo-hipófise, que é responsável pela regulação de hormonas, existindo outros estudos que afirmam que o útero está intimamente relacionado com o tempo de existência do corpo lúteo. Outros estudos há que demonstram que situações de stress podem provocar esta situação, assim como ansiedade.

Perigos da gravidez psicológica

A pseudogestação tem um grande perigo: tumores mamários e mamites devido a leite não completamente absorvido. Por isso coelhas em que isto é recorrente podem, na grande maioria dos casos, desenvolver cancro. Além disso podem também ocorrer infecções uterinas que normalmente são detectadas demasiado tarde.

O que fazer

Se as situações forem recorrentes, o melhor a fazer é esterilizar a coelha.


E, citando Isabel Alves:
A gravidez psicológica não tem origens 'psicológicas' mas sim hormonais. Assim, a história do 'aborrecimento', 'vontade de ter filhos' ou 'saudade dos filhos' é perfeitamente absurda [embora muito enraizada e muito 'vox populi']. E a única maneira de as evitar é a esterilização. Ponto final.

9 comentários:

  1. Acredito que minha coelhinha (que vai completar 7 meses de idade dia 04/09) teve uma gravidez psicológica: ficou muito agressiva e com pêlos retirados da barriga construiu um ninho. Tenho certeza que não estava prenha porque ela nunca cruzou. Tenho um cachorro macho e eles dificilmente entram em contato. Não sabia que o cio das coelhas era desencadeado pela presença de qualquer macho. Se eles forem sempre mantidos em ambientes diferentes, o cio será estimulado mesmo assim? Gostaria de saber também se existe algum tipo de medicamento que possa ser dado a coelha para ela não ter cio. O único veterinário (que cuida de coelhos) que encontrei disse que a única maneira é esterilização, mas o valor dito por ele é muito caro (730 reias). Caso você conheça um veterinário com valores mais acessíveis tambem seria de grande ajuda.

    ResponderExcluir
  2. Camila, as coelhas não têm cio. Logo grande parte do que perguntou fica sem efeito. Aconselho-a a ler o tópico sobre o mito do cio nas coelhas.

    Quanto a veterinários no Brasil, como já deve ter reparado sou portuguesa, portanto é difícil saber. Há uma lista de veterinários no blogue, pode tentar contactá-los e perguntar preços.

    E a única maneira de impedir gravidez psicológica é mesmo a esterilização. Por cá o normal são cerca de €150.

    ResponderExcluir
  3. Ana, eu li quase seu blog inteiro e aqui esta uma frase tirada dele : "Coelhas têm período de cio - o cio nas coelhas é induzido pela presença de machos, não é como os cães ou gatos que têm o cio numa determinada altura do ano ou de X e X tempo." Isso está em desmitificando.
    Pelo que eu entendi o cio é despertado pela presença de um macho ou entendi errado ??? Se "cio" for a palavra errada, o que estou querendo dizer é o comportamento sexual ser despertado (ela fica correndo em volta das pernas, dá pequenas mordiscadas, se dexamos o braço ela gruda e faz moviments sexuais).Esse compotamento pode ser evidato com remédios (assim como dados cadelas e gatas)? Se meu cachorro ou qualquer outro macho não ficar no mesmo ambiente que ela isso será minimizado ???

    ResponderExcluir
  4. Realmente nesse caso foi um erro meu aplicar a palavra cio, vou rectificar isso, obrigada :)

    O comportamento sexual não precisa de nada específico para ser despoletado, as coelhas têm-no normalmente. E não há nada para o evitar a não ser a esterilização.

    ResponderExcluir
  5. Muito obrigada Ana, e espero que continue sempre atualizando seu blog. Ele é muito informativo e didático.Até agora o melhor sobre coelhos que já vi.

    ResponderExcluir
  6. Minha coelha Penélope era um amor, bem meiga...mas ela desaprendeu a fazer as necessidades na casinha dela e tive que colocá-la pra dormir a noite trancada num banheiro que tinha nos fundos da casa, e como lá estava sem luz... ela começou ficar muito agressiva e começou me morder e rosnar, sendo que de dia deixo ela solta num pátio enorme todo gramada. Será que isso tem alguma coisa a ver com a sua mudança de comportamento, o então ela está nesta fase de cio??? Eu acho que ela deve estar com 4, 5 meses no máximo. Isso volta ao normal depois, não tenho condições de pagar uma estirilização pelo que andei pesquizando é carissímo... e tenho um filho de 3 anos, tenho medo que ela comece atacá-lo. Será que terei que me desfazer dela, morro de pena... pois ela já se tornou parte da família.

    ResponderExcluir
  7. Anónimo, com a idade da coelha é natural que desaprenda certos hábitos que adquiriu em bebé (nisto inclui-se o litter traning - uso da casinha). A mudança de ambiente pode ter contribuido para as alterações de comportamento. Os coelhos habituados a sociabilizar com os donos gostam de o fazer e quando alteramos isso podem ficar amuados e mais violentos.

    ResponderExcluir
  8. eu quero ter um coelho mas não sei muito menos agora se pego um macho ou uma fêmea, eu pesquisei tudo sobre coelhos os estudei, mas agora estou em dúvida. Eu tenho uma cadela e só isso, não vai estimular a fêmea a ter gravidez psicológica, néh? e se eu tiver um macho?

    ResponderExcluir
  9. Anónimo, as diferenças de atitude não são significativas, dependem de coelho para coelho. Na fase adulta existem diferenças na marcação de território (normalmente mais intensa nos machos) e de possível gravidez psicológica nas fêmeas (bastante comum). Por isso é questão de optar...

    ResponderExcluir

Escreva aqui as suas dúvidas, comentários, opiniões e temas que quer ver tratados. A sua opinião conta.

LinkWithin